Filhos da Pátria - A história do Brasil retratada com humor e atualidade

Sexta, 04 Outubro 2019

Filhos da Pátria - A história do Brasil retratada com humor e atualidade


O Palácio do Catete, no Rio de Janeiro, além de locação marcante na série, deu lugar ao evento de lançamento da segunda temporada de "Filhos da Pátria", que tem estreia prevista para 8/10. A obra é escrita e criada por Bruno Mazzeo, com direção artística de Felipe Joffily e direção geral de Henrique Sauer. Na ocasião, o trio, o elenco e jornalistas convidados assistiram juntos ao primeiro episódio, dando um gostinho do que vem por aí com a família Bulhosa.

Desta vez, o excêntrico clã dos Bulhosa volta às telas em uma nova época: o início da década de 1930, desembarcando um século à frente, já que a primeira temporada se passava em 1822. A série retrata, agora, um Rio de Janeiro que era sede do Governo Federal, no momento de transição da história do Brasil com o início da Era Vargas, que encheu o Brasil, mais uma vez, de esperança. E de promessas de modernidade diante da estagnação após anos da hegemonia da elite no período conhecido como "café com leite".

A nova leva de episódios traz uma crônica cheia de humor e atualidade sobre a construção da sociedade brasileira e seus ciclos repetitivos, que parecem trazer à tona as mesmas questões, apesar do passar dos anos.

"Tratamos de época, mas falamos de acontecimentos e temas muito atuais. Através do humor e dos nossos tipos extremamente engraçados, criamos um diálogo relevante para a sociedade, ao chamar atenção para um fato: é o Brasil sempre achando que vai para frente. Continuamos nessa expectativa", analisa Mazzeo.